FRETE GRÁTIS Sul e SudesteNas compras acima de R$299
Carrinho de compras
Seu carrinho está vazio no momento.

Vem conhecer os tipos de torra de café

Que aquele cafezão de qualidade passa por uma série de processos cuidadosos antes de chegar à sua mesa, você já sabe! Para entender mais uma das etapas da jornada que coloca esse líquido precioso dentro da sua xícara de manhã, que tal entender mais sobre os tipos de torra de café?

Mestre de torra controlando os diferentes tipos de torra de café com um fundo cósmico.



Como um bom vinho, que ganha mais complexidade com o tempo, os grãos de café vão adquirindo diferentes sabores conforme a temperatura e o período em que ficam no torrador. A torra tem três tonalidades básicas, que ressaltam sensoriais diversos. Vem, que a gente explica tudo, compadre! 

O que é a torra de café?

A torra de café é a transformação dos grãos verdes nas pepitas mágicas que, moídas e extraídas pela água, produzem nosso néctar dos deuses de toda manhã. Para extrair toda a umidade, a temperatura fica entre 180ºC e 240ºC. O processo dura, em média, de 7 a 15 minutos.

Claro que tudo isso acontece com supervisão de um mestre de torrefação, o cabra especialista em garantir mais sabor e aroma para a bebida. Afinal, para torrar café, precisa ter responsa, não é?

Processo de torra de café em uma torrefação, com destaque para as chamas intensas e grãos voando.


O grão precisa aquecer, mesmo, naquele esquema “pode vir quente, que eu estou fervendo”. É só quando ele passa por altas temperaturas que ganha aromas, sabores e complexidade sensorial, tornando-se ainda mais especial. A temperatura e a duração do processo garantem características diferentes. Existem três principais tipos de torra de café: a clara, a média e a escura.

Tipos de torra de café 

Para provar café de verdade e fazer bonito na foto, é preciso entender, pelo menos, as diferenças básicas entre as principais torras. A olho nu, o que dá para ver é a cor. Cada tonalidade define subjetividades como aroma, acidez, doçura, amargor, corpo e muito mais.

Torra clara

O café de torra clara faz uma bebida com sabor mais suave, acidez mais pronunciada e amargor reduzido. Ele chega com calma na boca, sem muito alarde: ideal para quem gosta de mais delicadeza ao longo do dia.

A torra clara é feita com temperaturas mais baixas e menos tempo de torrefação. Assim, os grãos de café ganham a tonalidade parecida com a de avelãs e castanhas. Já o sabor mais leve remete à acidez da fruta do pé. 

Torra média 

O café de torra média faz uma bebida mais equilibrada, naturalmente doce e ácida na medida. Ele é ideal para quem gosta de algo com uma pegada um pouco mais acentuada, que mantém o sabor por mais tempo na boca.

Grãos de café iluminados por uma fusão colorida em uma torrefação, realçando o processo mágico da torra.


Essa torra é feita com temperaturas medianas e tempo intermediário entre a clara e a escura. Os grãos ficam com uma tonalidade de caramelo, enquanto o sabor carrega os sensoriais equilibrados.

Torra escura

O café de torra escura não quer nem saber: chega com os dois pés na porta. A bebida é mais amarga e menos encorpada. A doçura está ali, mas joga a acidez para escanteio. É ideal para quem gosta de beber aquele cafezão mais intenso, ou misturar com leite ou em receitas.

A torra escura é feita com temperaturas mais altas, e os grãos ficam sacolejando no torrador por um tempo ainda mais longo. Eles adquirem uma tonalidade de chocolate amargo. O sabor é mais forte e presente no paladar. 

Quatro dicas para escolher café com base na torra

Sacou os tipos de torra de café? Tem para todo gosto! O legal de entender o processo é saber como escolher um grão conforme a tonalidade. À primeira vista, você já sabe para que lado o sensorial vai apontar.

Barista analisando a torra de grãos de café em uma máquina de torra industrial iluminada.

No começo, é normal não saber identificar as torras. A complexidade de sabores é de deixar maluco! Se ainda não sabe o que gosta em uma e não gosta em outra, fique tranquilo: com o tempo, você vai entendendo melhor suas preferências e ganhando mais conhecimento. 

Mande bala nos seus sabores favoritos

Se você acordou e sentiu que tá pra jogo, não tenha dúvidas: um café com torra média ou escura é o que vai dar aquele gás ao seu dia. Agora, se levantou da cama suavinho e prefere um abraço líquido, já sabe: a bebida extraída de grãos claros cumpre a missão. Pense nos sabores de que você mais gosta ou está mais a fim no momento e aproveite para explorar torras com esses sensoriais. 

Experimente muito!

Essa dica parece boba, mas nem sempre o que temos como certeza é sucesso absoluto. Por isso, vale provar diferentes tipos de torra de café antes de bater o martelo e escolher o seu favorito. Eita, como é difícil definir um só!

Lembre-se do seguinte, camarada: a torra destaca um sensorial diferente em cada grão. Se o malandro tem potencial para ser mais doce, o processo ressalta a doçura natural. Se ele puxa mais para a acidez, a torrefação refina esse sabor. Por isso, vale experimentar cafés especiais com diferentes torras.

Explore torras e métodos sem ficar preso às receitas

Quando o assunto é escolher a torra certa para o seu método de preparo, tem muita receita de bolo por aí que mais parece regra de etiqueta de restaurante chique: "Mais escura para espresso, média para coador de pano...". Pera lá! Café é igual arte: não precisa de moldura rígida

Homem experimentando diferentes métodos de preparo de café em um ambiente vibrante e colorido e o texto: Café Sem Regras

No fim das contas, o melhor método é aquele que faz seus olhos brilharem e seu coração bater mais forte a cada gole. Não se prenda demais às regras — o café é uma jornada pessoal, uma experiência que é só sua, um caminho de descobertas que cada um deve desfrutar à sua maneira. Porque, no mundo cafeeiro, a melhor regra é não ter regras.

Invista em cafés de qualidade

Não custa repetir: grãos especiais de qualidade têm mais sabor, aroma, equilíbrio entre doçura, amargor e acidez… enfim, garantem mais felicidade para o sortudo que toma a bebida. Temos que escolher o que colocamos na mesa com amor e carinho.

Além disso, a torrefação do café de especialidade é controlada por quem manja mesmo do processo, como o nosso mestre de torra. Todos os nossos lotes passam pelas mãos dele e saem com aquela qualidade que você já conhece. 

Conte com a Fazenda Jotacê

E aí, gostou de saber mais sobre os diferentes perfis de torra de café? Agora que você já sabe bater o olho e identificar o sensorial basicão pela tonalidade do grão, escolha seus sabores favoritos e descubra mais sobre o universo da produção cafeeira de especialidade.

Torrador de café da Fazenda Jotacê em um ambiente retrofuturista e o logotipo da Fazenda Jotacê Cafés Especias

Para continuar aprendendo, siga acompanhando a Fazenda Jotacê. Temos opções deliciosas, café naturalmente doce, sabores especiais e muito mais. Comece essa jornada pelo Kawá Caramelo e surpreenda-se!


Deixe um comentário

Observe que os comentários precisam ser aprovados antes de serem publicados

Este site é protegido por reCAPTCHA e a Política de privacidade e os Termos de serviço do Google se aplicam.


Tipos de torra de café: saiba mais sobre esse universo