Do grão à xícara: veja como é feito o processamento do café

Em outra prosa, falamos aqui no blog que os grãos especiais parecem ter superpoderes. Compadre, essas habilidades não são à toa, viu? Nossos heróis precisam suar e ralar muito para virar supergrãos! Uma parte desse treinamento acontece durante o processamento do café.

Processamento de café com foco em sacos de grãos de café e técnicas de processamento

Nesse momento, eles desenvolvem todo o potencial, revelando uma bebida saborosa e aromática que salva o dia (ou a noite)! Como nos comprometemos a desvendar todos os segredos dos nossos super-heróis, contaremos tudinho sobre as etapas do processamento do café. Bora lá!

O que é o processamento do café?

Após passar pelo plantio e pela colheita, os nossos grãos são encaminhados para um preparo rigoroso, que revelará aquele sabor diferenciado que você já conhece. Para isso, precisamos reduzir a umidade do grão, até alcançarmos 11,5% de água em sua constituição, além de remover as camadas do fruto até chegarmos às duas sementes superespeciais contidas no interior.

Isso é o que chamamos de processamento do café. Lembrando que colhemos o fruto, mas utilizamos apenas as sementes de café na produção dessa bebida magnífica que consumimos diariamente. Sem passar por esse intensivo preparatório, os nossos campeões seriam como o Mohamed Ali sem treino.  

Métodos utilizados no processamento do café

Assim como em outros exercícios de resistência, existe mais de uma maneira de ficar forte e invencível. No caso do processamento dos nossos supergrãos especiais, diferentes métodos podem ser utilizados. Todos têm a mesma finalidade: trazer à tona, na ponta da língua, um sabor irresistível. Os mais comuns são:

  • Processamento natural ou via-seca: os grãos são secos ao sol, in natura, sem a remoção da casca ou da polpa.
  • Processamento lavado ou via-úmida: os grãos são lavados em uma espécie de máquina de lavar gigante. Nesse processo, os mais pesados, normalmente de melhor qualidade, são separados dos mais leves.
    Diferentes métodos de processamento de café com grãos coloridos e tanques de água
  • Processamento de fermentação aeróbica: os grãos são fermentados ao ar livre por aproximadamente 100 horas, logo após a chegada da lavoura.
  • Processamento de fermentação anaeróbica: os grãos são fermentados sem contato com o oxigênio em barricas de água. Normalmente, são acompanhados de leveduras.

Quais são as etapas do processamento do café?

Para o nosso cafezão especial, somente frequentar a academia não resolve. É preciso ter um personal trainer para supervisionar cada etapa do processamento do café e alcançar a qualidade superior que sabemos que ele tem. Fazemos isso com uma equipe de especialistas treinados, que trabalham duro em cada fase.

Além disso, contamos com a ajuda de equipamentos de última geração. Não é o melhor dos mundos? Unimos nossos processos artesanais com tecnologia de ponta. O café é um verdadeiro atleta olímpico treinando para ser medalhista!

Nesse artigo, abordaremos um dos caminhos que o café especial pode tomar na Fazenda Jotacê, onde separamos nossos atletas através do método lavado. Explicaremos tim-tim por tim-tim as fases desse intensivão, ok? Com esse processamento, nossos grãos competidores ganham de lavada!

Identificação dos lotes

Tudo começa com a análise do teor de açúcar em cada talhão/gleba/punhado de café da Fazenda. Diferentes microclimas produzem grãos diferentes. É nessa etapa que decidimos o futuro de cada grão, definindo se ele será seco ao sol normalmente ou fermentado.

Equipe de profissionais identificando e classificando lotes de café na fazenda

Lavagem dos frutos

Com o nosso time de cafés especiais preliminar escalado, começa a próxima etapa do treinamento: a lavagem do café, como se fosse uma prova de natação. Nesse processo de limpeza, os concorrentes de qualidade inferior, que flutuam na água, são eliminados. Os que ficam, tomam um banho refrescante para seguir avançando.

Fermentação

Os grãos que disputaram os 100 metros livres no teste do lavador entram na etapa de fermentação. A Fazenda Jotacê é famosa por fazer a fermentação aeróbica, em que o café é amontoado e coberto com uma manta térmica. Nesse processo, ele continua em contato com o oxigênio.

O processo é duro: os cafés podem chegar até os 40ºC, e essa etapa pode durar até 100 horas! Mas é aqui que diversos microrganismos transformam os açúcares presentes na polpa do fruto em ácidos e compostos aromáticos que preenchem nossos grãos com sabores frutados e acidezes (nome feio, né?) exóticas!

Funcionário monitorando o processo de fermentação do café com equipamentos modernos

Essa etapa é delicada, mas nós estamos preparados. Jamais colocaremos todo o trabalho de um ano da Fazenda Jotacê a perder! Uma fermentação mal controlada pode resultar em uma bebida com sabor podre e ardido. Por isso, contamos com um mestre que acompanha de hora em hora os indicadores de tempo, pH e temperatura de cada monte de café.

Secagem

Ufa, quanto trabalho, né? E olha que o melhor ainda está por vir: a secagem do café. Finalmente nossos grãos podem descansar ao sol antes de irem para a prova de fogo, chamada torrefação.  

Como os nossos cafés são profissionais, eles também podem recorrer ao bronzeamento artificial. Isso mesmo! Em alguns casos, são utilizados secadores mecanizados, que uniformizam a secagem dos grãos até que eles atinjam a umidade do café no nível ideal.

Torrefação

Com esse treino intenso, os cafés especiais estão prontos para o teste final: a torrefação do café. A temperatura e a duração podem variar conforme o tipo de grão. Tudo é milimetricamente calculado pelo nosso juiz final, o mestre (dos magos?) de torra.

Processo de torrefação de café em andamento com grãos de café girando em uma máquina de torra

Caiu na mão dele, já sabe: a torra vai sair tão perfeita que dá para expor no Louvre. Aqui é assim, camarada! Nossos cafés são obras de arte que carregam nossos superpoderes para combater o cansaço do mundo.

Conheça o time de campeões da Fazenda Jotacê!

Na próxima vez que tomar um gole do seu cafezão especial preferido, lembre-se do treinamento árduo pelo qual nosso guerreiro passa durante o processamento do café. Tudo isso é para você ter sempre uma bebida única, com qualidade superior.

Fazenda Jotacê com uma xícara de café especial cercada por grãos e elementos de café

Aproveite para conhecer o nosso time completo de heróis especiais. Começando pelo famoso que não larga o pódio de jeito nenhum: nosso campeão Kawá Caramelo. Quer provar outros campeões? Confira os frutados, intensos e exóticos. Todos cuidadosamente treinados para oferecer a você um sabor espetacular!


Vista superior de pé de café desfocado e pacote de 1 Kg de Café Kawa Caramelo da Fazenda Jotacê  sobre mesa de madeira
O Café Naturalmente Doce

Kawá Caramelo

Fique 100% satisfeito ou receba seu dinheiro de volta